terça-feira, 20 de julho de 2010

Barroco - Movimento de Danças

A dança sempre esteve ligada à música barroca. Seja de inspiração sagrada ou profana, seus tempos rítmicos inspiraram e apoiaram um enorme número de peças vocais e instrumentais. Desde Luis XIV, que a França simpatizava  com a "Belle Dance", que era uma arte praticada pela nobreza. Seja em cerimonial, teatro, espetáculo de balé, ópera e comédia, a dança fazia parte da educação da corte e era digna de toda admiração.
Uma sequência de danças é chamada de suíte, palavra de origem francesa, que passou a designar, desde o Renascimento, uma peça musical composta por vários movimentos breves de diferentes tipos de danças barrocas. Sabe-se que as primeiras suítes foram escritas para alaúde.
Para que se mantivesse uma unidade interna, todos os movimentos ou danças da suíte, eram compostos na mesma tonalidade, quer fossem em tom Maior ou Menor. Outras vezes, apresentava-se um só tema musical em diferentes danças e, por isso,  este gênero foi considerado um antecedente da forma sonata, que  surgiu no século seguinte. A suíte pode ser considerada como das primeiras manifestações orquestrais do tipo moderno.
A estrutura fixa de uma suíte, que se configurou no início do período barroco, consta de uma Alemande (lenta), uma Courante (rápida), uma Sarabande (lenta) e uma Gigue (rápida) danças em estruturas binárias. Uma suíte podia ter três, seis e até sete movimentos.
 A suíte teve seu apogeu com Händel e Johann Sebastian Bach durante o século XVIII. No final do estilo barroco, a suíte era uma forma musical sofisticada que misturava diferentes tonalidades e contrastava materiais temáticos apresentados no início da peça, havendo uma reexposição em seu final. Anuncia-se, assim, em definitivo, a origem da sonata, que substituiria à suíte como gênero instrumental na segunda metade do século XVIII.
A suíte está formada por peças básicas e peças não básicas:
 PEÇAS BÁSICAS:
           Allemande - alemã (dança cortesã para uma linha de casais)
           Courante - francesa (dança viva)
           Zarabanda – espanhola (dança pausada)
           Giga - inglesa (dança rápida e cheia de vida), sempre fecha a suíte barroca.

     PEÇAS NÃO BÁSICAS:
           Abertura ou mais comumente um Prelúdio, com o que se dá começo e unidade à suíte.
           Rondó (Rondeau)
           Bourrée
           Gavota (Gavotte)
           Pavana
           Gallarda
           Minueto
           Forlane
           Passe-pied, pasapiés
           Siciliana
           Chacone
           Musette
           Hornpipe
           Air
     OUTRAS PEÇAS MAIS RARAS:
           Harlequinade
           Alla Spagnola   - de ritmo lento, parecida com a Zarabanda, só que, mais solene.
           Rigodón ou Rigaudon
           Sommeille
           Contradanza - apesar do popular, este tipo de dança mal se incluiu (salvo por Telemann e Arne) na suíte barroca.
           Fandango - dança de origem andaluza, usada em suíte durante o classicismo.
           Branle ou Bransle - dança renascentista de origem francesa, que aparece em algumas suítes francesas e italianas barrocas.
           Loure - bastante comum na obra de Telemann.
           Fanfare
           Volta - renascentista usada em alguma ocasião.
           Fanfarinette - dança ligeira a ritmo de fanfarria, cultivada por Rameau e Telemann, baseada na fanfarra.
           Écossaise - dança escocesa, muito popular na Inglaterra.
           Plainte
           Boulangère - dança de origem francesa.
           Combattants - dança marcial.
           Polonaise ou Polaca - geralmente em sua versão barroca.
           Badinerie.
          Scherzo - movimento acrescentado a algumas suítes no romantismo, inexistente durante o Barroco. Surgiu a partir do minueto.
           Passacagglia - um “pasacalle” de origem italiano.
           Rejouissance - "regozijo".

2 Comentários:

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Daienne.

Alexandre di Paoli disse...

Só faltaram as referências sobre as informações...

Postar um comentário